GuidePedia

0
O Flamengo recebe a Chapecoense nesta quarta-feira, às 19h15  (de Brasília), na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ), em confronto válido pela rodada de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. 

Os dois times empataram sem gols em Santa Catarina e quem ganhar agora avança, sendo que novo 0 a 0 forçará a disputa de pênaltis. Igualdade a partir de 1 a 1 serve aos catarinenses, pois os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.
Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo, conversou com os jogadores sobre a importância de deixar de lado a final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, prevista para 27 de setembro, e que vem povoando o imaginário dos atletas.
“A Copa Sul-Americana é uma competição muito importante, que o Flamengo ainda não conquistou e se trata de um título continental. Portanto, não precisa motivação maior do que esta para o nosso grupo”, disse Rueda.
No fim de semana, o Flamengo venceu o Sport por 2 a 0 e aparece no G-6 do Campeonato Brasileiro, a zona de classificação para a Copa Libertadores. O desempenho é bem melhor do que o do rival, já que a Chapecoense, que surpreendeu o Grêmio fora de casa por 1 a 0 no domingo, tem se limitado a lutar contra o rebaixamento. O fato, porém, não chega a empolgar os cariocas, que esperam dificuldades.
“Vamos precisar trabalhar esta questão da necessidade de fazer o gol para não sermos surpreendidos, até porque a Chapecoense, com certeza, vai entrar em campo pensando em jogar por uma bola. Vai ser uma partida muito perigosa, pois este estilo de jogo se adapta à maneira do nosso adversário. Haja vista o que eles conseguiram no fim de semana, contra o Grêmio, no Rio Grande do Sul, onde é complicado ganhar. O importante é o Flamengo buscar a vitória sabendo que não pode de maneira nenhuma se expor ou permitir que eles encontrem um lance para abrirem o marcador”, disse o meia Everton Ribeiro.
Em termos de escalação, Rueda deverá manter Alex Muralha como titular para dar ritmo ao jogador, que será titular na final da Copa do Brasil. O meia Éverton Ribeiro deve seguir ao lado de Diego na criação de jogadas, pois Everton, o titular do setor, se recupera de um estiramento muscular na panturrilha esquerda.
Pelo lado da Chapeconese, mesmo priorizando o Campeonato Brasileiro, o discurso é o de que é possível surpreender o Flamengo. Para isso a melhor estratégia é esperar os contra-ataques para chegar à classificação.
“Temos que ser inteligentes no Rio de Janeiro, pois o Flamengo vai atacar em busca de uma vitória, empurrado pela torcida. Precisamos de movimentação e jogo coletivo para encontrarmos a bola certa”, disse o técnico Emerson Cris.
Para este jogo a Chapecoense perdeu o lateral-esquerdo Reinaldo, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Assim, Diego Renan assume o posto. O volante argentino Héctor Canteros e os atacantes Arthur Caike, com dores na coxa direita, e Túlio de Melo, com incômodo na região do quadril, foram vetados. Luiz Antonio assume o lugar no meio, enquanto que a dupla de ataque será composta por Wellington Paulista e pelo equatoriano Cristian Penilla.
Quem avançar deste encontro pode ter um novo duelo de brasileiros nas quartas, pois esta chave vai cruzar com o vitorioso do choque entre Fluminense e LDU, que jogam nesta quinta-feira no Equador. Na ida os brasileiros venceram por 1 a 0.
FICHA TÉCNICAFLAMENGO X CHAPECOENSE
Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de setembro de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Michael Espinoza (Peru)
Assistentes: Stephen Atoche (Peru) e Michael Orue (Peru)
FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Réver, Juan e Pará; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego e Éverton Ribeiro; Orlando Berrío e Paolo Guerrero. Técnico: Reinaldo Rueda
CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Diego Renan; Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro, Luiz Antônio e Alan Ruschel; Wellington Paulista e Cristian Penilla. Técnico:Emerson Cris


Fonte: ESPN

Postar um comentário

 
Top