GuidePedia

0
O Flamengo começa a analisar mais friamente a situação que envolve a ideia de prolongar o contrato com Paolo Guerrero. 

O atacante está suspenso até o dia 3 de maio, por doping, e partir desta data poderá retornar aos gramados. Por isso, a diretoria e a comissão técnica analisam a possibilidade de colocar seu nome na lista de inscritos para a primeira fase da Copa Libertadores. A lista tem que ser enviada até 72 horas antes da estreia rubro-negra, que acontece no dia 28, na quarta-feira, contra o River Plate (ARG).

A ideia da diretoria é iniciar na próxima semana as conversas para prolongar o contrato do jogador. Seu vínculo vai até 10 de agosto, porém o Flamengo ainda não sabe se o peruano vai querer seguir depois do término. Comenta-se nos corredores das Gávea que Guerrero não gostou de ter seu contrato suspenso pela direção e de ser proibido de manter a forma nas instalações do clube. Isso teria o deixado chateado.

Desta maneira, a princípio, Guerrero não mostrou muita intenção de prolongar por mais tempo seu contrato, em janeiro. Mesmo assim, o Flamengo vai buscar um acordo porque quer contar com o peruano, pelo menos até dezembro. Tanto que ideia é colocá-lo na lista de inscritos da primeira fase da competição continental. Com a suspensão encerrando no dia 3 de maio, Guerrero estaria livre para atuar contra o Emelec (EQU), no Maracanã, no dia 16 de maio e contra o River Plate, na Argentina, no dia 23.
A possibilidade de atuar dois jogos na Copa Libertadores animou o jogador, já que serão as últimas partidas antes da pausa das principais competições para a Copa do Mundo, a qual Guerrero deve disputar. É neste cenário que a diretoria do Flamengo está apostando. A ideia de ter o peruano focado é o que faz a comissão técnica pensar que ele pode ser muito útil na Libertadores e por isso deve pintar na lista dos inscritos para a competição.

De qualquer maneira, pesa contra Guerrero também que ele ainda não - e nem deve ter até neste mês - contato com o técnico Paulo César Carpegiani, já que está proibido de treinar no Ninho do Urubu. Entretanto, caso se mostre disposto a prolongar seu vínculo e ao ser inscrito na Libertadores, a tendência é que o Fla libere a partir do próximo março o retorno do jogador ao Rio de Janeiro.

A diretoria do Flamengo também ouviu sobre um possível interesse do Corinthians em contar com o atacante, ao término do vínculo. Neste momento, inclusive, Guerrero já pode assinar pré-contrato com qualquer clube desde o dia 10 de fevereiro. No Timão, o negócio, por ora, é considerado inexistente.

NOVA SUSPENSÃO NÃO INTIMIDA

Recentemente, a Wada (Corte Arbitral do Esporte, a Agência Mundial Antidoping) ficou de apelar na Suprema Corte do Esporte (CAS) para o jogador continuar suspenso por um ano e não por seis. Inicialmente, em novembro do ano passado, Guerrero foi condenado por doping por 12 meses. Em apelação, seus advogados conseguiram reduzir para seis meses.

Contudo, como a Agência Mundial ainda prepara o documento com a nova apelação, depois de protocolar, e o julgamento do atacante na Suprema Corte do Esporte que deveria ocorrer ainda neste mês, deve acontecer apenas em março. Mesmo assim, os advogados de Guerrero e do Flamengo, não estão preocupados com o aumento da pena.

Segundo pessoas que cuidam do caso, não existe um embasamento da Wada para aumentar a pena, que antes foi de doze meses, mas foi reduzida para seis meses. Assim, o Flamengo ainda aguarda um último parecer dos advogados para confirmar a inscrição de Paolo Guerrero na Copa Libertadores, além de formalizar a proposta pela renovação do vínculo.


Fonte: Lance

Postar um comentário

 
Top