GuidePedia

0
O interino Maurício Barbieri tem a admiração do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do CEO Fred Luz e do diretor executivo Carlos Noval. 

O panorama no Flamengo, no entanto, ficou complicado após o empate por 0 a 0 com o Santa Fe-COL, pela Copa Libertadores. Apesar de ainda contar com o respaldo do trio, o profissional já não vive situação tão confortável em razão dos últimos resultados. A direção intensificou a busca por um técnico mais experiente no mercado.
A movimentação ainda não garante que um treinador será rapidamente contratado, mas o trabalho de Barbieri, apesar de bem avaliado no dia a dia, é bastante questionado nos bastidores do clube, principalmente pelos vice-presidentes e conselheiros influentes na gestão.
O presidente Bandeira de Mello sofre pressão para substituir o interino, mas o Flamengo ainda sonha com um técnico considerado incontestável. Encontrá-lo, porém, é missão das mais complicadas quase no meio da temporada.
Após um mês de trabalho, Maurício Barbieri não deu padrão ao time. O Flamengo é uma equipe fria, com espaços entre os setores e na qual os principais jogadores atravessam má fase duradoura. As substituições, inclusive, são bastante questionadas por torcedores, cartolas e crítica. Acuado, o comando do futebol ainda o segura e defende as escolhas.
Em quatro jogos, o Rubro-negro venceu apenas uma partida e empatou outras três sob o comando de Barbieri. Em comum, atuações ruins e um futebol longe de apresentar qualquer evolução. O jogo contra o Ceará, domingo (29), em Fortaleza, é mais uma decisão para o treinador interino.
Mais do que vencer, Maurício Barbieri precisa fazer com que o time jogue bem e o elenco justifique o investimento milionário da diretoria. Nos bastidores, a análise de que a missão é grande demais para o jovem profissional já é uma tendência. Os próximos dias e jogos serão decisivos no futuro do Flamengo.

Fonte: Uol Esporte

Postar um comentário

 
Top