GuidePedia

0

Rubro-Negro chega para decisão de vaga na semifinal da Copa do Brasil após vencer o Cruzeiro com força máxima, enquanto gaúchos escalam apenas reservas há três rodadas do Brasileirão: "Fazemos um controle muito criterioso". Tendência é que Dourado seja mantido.

As estratégias estão bem definidas e embasadas, mas só um sairá vencedor na noite de quarta-feira no Maracanã. A disputa pela liderança diminuiu a margem de erro do Flamengo no Brasileirão. Com força máxima, a equipe venceu o Cruzeiro, domingo, e segue a um ponto do São Paulo. Agora, é hora de mostrar que o fôlego está em dia diante do descansado Grêmio na busca por um lugar na semifinal da Copa do Brasil.
Do outro lado, Renato Gaúcho não tem meio-termo. Há três rodadas (inclusive com direito a vitória sobre o próprio Flamengo), os gaúchos entram em campo na disputa por pontos corridos com 11 reservas. Estratégia que Maurício Barbieri acredita que não fará a diferença na partida pelas quartas de final da Copa do Brasil, e aponta seus argumentos para isso.
- Fazemos um controle muito criterioso das cargas de treinos, compensando o volume para que não sintamos o cansaço. Na ida contra o Grêmio, jogamos contra o Sport, viajamos e nos portamos bem.
- Cada um traça sua estratégia em função do contexto que vive. Poupamos Diego, Réver, Léo, Cuéllar, Renê, Paquetá, Vitinho e Marlos, no ataque houve alternância. Volume de jogos é importante, mas passa pela carga de treinos, dosagem.
O treinador desvincula as oscilações recentes do Flamengo do desgaste físico e acredita em uma equipe com pernas para conquistar a classificação a partir das 21h45 (de Brasília), de quarta-feira, no Maracanã. Com o 1 a 1 no jogo em Porto Alegre, rubro-negros e gremistas entram em igualdade de condições para decisão:
- Em alguns jogos estivemos abaixo do que gostaríamos, como reconhecemos. Acho que vamos chegar bem recuperados. Prontos para uma decisão como no jogo de amanhã.
Herói da vitória sobre o Cruzeiro no Brasileirão, Henrique Dourado não teve a escalação garantida pelo comandante rubro-negro. Com Fernando Uribe no departamento médico, porém, a tendência é de que o Ceifador seja mantido. Renê e Cuéllar, que cumpriram suspensão, serão as novidades em relação ao time do fim de semana.
Quem avançar de Flamengo e Grêmio terá pela frente Chapecoense ou Corinthians, na semifinal da Copa do Brasil.
Confira abaixo a íntegra da coletiva de Barbieri:
Casa cheia
Rubro-negros aplaudem o torcedor após vitória sobre o Cruzeiro (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)
Rubro-negros aplaudem o torcedor após vitória sobre o Cruzeiro (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)
- Esperamos o estádio lotado. A nossa torcida, em sinergia com a gente, apoiando, jogando junto, é esse tipo de comportamento que esperamos. Natural que se frustre em alguma oportunidade. Mas com a torcida ao nosso lado estamos muito fortes. É um grande desafio.
Uribe
- Uribe fez trabalho à parte. Vamos ver se consegue treinar. Vitinho entrou bem. Dourado também. Vamos ver, pensar nas características do jogo, pensando na melhor equipe para esse jogo.
Dourado
- Dourado é tão bom cabeceador quanto Uribe. Depois da Copa, com Paolo e Uribe priorizamos jogo direto. Optamos por colocar duas referências, depois com Lincoln. Última bola no jogo de quarta, a bola sobrou para o Vitinho, ele foi seguro na área. Dourado nunca foi quarta opção. Usamos as opções conforme adversário. Outros momentos usamos dois. Lincoln entrou e deu resposta. Uribe é complicado avaliar, são poucas partidas. Dourado entrou bem, nos ajudou bastante. Contamos com os três.
Duelo com o Grêmio
- Temos em mente que uma coisa é o Grêmio jogando em casa, jogando fora, uma coisa é primeiro jogo de decisão, outra é o segundo jogo. Precisamos avaliar e procurar sempre fazer a melhor escolha.
Decisão em casa
- Temos fator casa a nosso favor. Tem peso importante, mas não é definitivo. Equipe que tem grande qualidade, que não podemos deixar confortável no jogo. Temos que tentar impor nosso jogo. Fazer jogo sólido, seguro. Quem oferece espaços corre risco muito alto.
Opções para lateral
- Acho que Trauco fez boa partida, segura. Por termos aberto o placar cedo não precisamos ser tão afoito ao ataque não apareceram as principais características do Trauco. Entendemos as frustrações da torcida, mas há pouco tempo atrás eram aplaudidos. Rodinei talvez a reação seja pela chance de gol contra o Cruzeiro, mas tem muita força e nos ajuda muito. Assim como Pará.
Rodinei tem sido alvo de críticas da torcida do Flamengo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)
Rodinei tem sido alvo de críticas da torcida do Flamengo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)
Atuação em Porto Alegre
- Acho importante ter em mente aquele jogo (primeiro duelo). Mas ficou no passado. Olhar pontos positivos e negativos. Os dois times se conhecem. Vamos tentar nos impor contra as dificuldades para fazer diferença.
Grêmio poupou titulares no Brasileirão
- Tema recorrente, todos debatem bastante. Do lado do Fla, antes do jogo da ida, havíamos feito jogo domingo, jogamos com quem vinha atuando mais. Jogamos com intensidade, volume. Não nos preocupa isso. Não existe estratégia certa ou errada. O que está errado é o calendário. Só expõe o jogador, isso que devia estar em discussão. O discurso muitas vezes é de conveniência, o que ganha a estratégia está correta e o que erra está errada.
Calendário
- Calendário tem que se revisto, readequado, que não favorece os clubes, os torcedores. O calendário é feito de forma equivocada, vamos dizer assim.


Fonte: Globo Esporte

Postar um comentário

 
Top