GuidePedia

0
A novela sobre a renovação de Paolo Guerrero com o Flamengo parece não ter fim.

Após o jornalista Ancelmo Gois, do O Globo, garantir que o Fla tem em mãos dois exames que comprovam que não há lesão na coxa do jogador (clique aqui para mais informações), o comentarista Paulo Vinícius Coelho, da Fox Sports, afirmou que o Rubro-Negro pode entrar na justiça.
Como o jogador não tivera lesão constatada e os dirigentes do Mais Querido acreditam que ele não viajou para Porto Alegre-RS apenas para não fazer o seu sétimo jogo pelo Campeonato Brasileiro, o Mengo cogita entrar na justiça para usar uma lei que ampara a instituição em caso de ausência do atleta por motivos extra-clube, de acordo com o jornalista PVC.
— Os exames não constataram lesão, então o Guerrero ficou de fora desses últimos jogos porque ele não queria fazer o sétimo jogo do Brasileirão. Isso fez chegar muito no fundo do poço a relação Flamengo-Guerrero e o agente do Guerrero, que é o mesmo do Zeca (Internacional) e do Scarpa (Palmeiras). O Flamengo cogita, nessa semana, usar o artigo da lei, em caso de o jogador ser impedido de atuar por motivos de força extra-clube, o jogador ter que cumprir o período de contrato que ficou devendo, que é o caso dele —, afirmou PVC durante o programa.
Guerrero é agenciado pela empresa OTB Sports, a mesma que gerencia a carreira de Zeca e Gustavo Scarpa — jogadores que tiveram problemas com os seus ex-clubes. A lei no qual Paulo Vinicius citou é de 2011 e ainda não foi usada. Com isso, o Urubu pensa em utilizá-la para prolongar o vínculo do peruano e tê-lo até dezembro de 2018.
— É uma lei de 2011, que nunca foi testada, e o Flamengo cogita testar essa lei, ou seja, entrar na Justiça, porque a renovação de contrato é impraticável nesse momento. A lei é a 12395/11, para que o Guerrero cumpra o contrato até dezembro. O Flamengo pode, na Justiça, ficar com vínculo até o final do ano —, concluiu o jornalista.
O contrato de Paolo com o Mais Querido chega ao fim na próxima sexta-feira (10). Até lá, o Flamengo tem apenas mais um jogo: contra o Cruzeiro, no Maracanã, pela ida das oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores. O duelo será na quarta-feira (08) e vai ter início às 21h45, horário de Brasília. A utilização de Guerrero neste cotejo ainda é incerta.
O peruano chegou ao Mais Querido em meados de 2015, após uma longa e desgastante negociação de renovação com o Corinthians, clube no qual era ídolo. Em seu primeiro ano de Fla, participou de 18 jogos e fizera quatro gols. Em 2016, jogou 43 vezes e balançou as redes em 18 oportunidades.
Agora, em 2017, temporada no qual foi pego em doping pelas eliminatórias da Copa do Mundo, foram 44 partidas e 20 tentos assinalados. Neste ano, sete jogos e uma bola na rede. Ao todo, foram 112 cotejos disputados e 43 gols marcados, com média aproximada de 0,3 gol por pelejas disputadas.
Entenda o caso da lesão:
Paolo Guerrero iniciou o confronto diante do Sport, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, no banco de reservas. Contudo, entrou em campo. Desde então, o atleta vem reclamando de dores na coxa esquerda e o clube divulgou uma nota informando que ele estava com um pequeno edema muscular. Havia esperança, no entanto, na utilização de Paolo no embate diante do Grêmio, no último sábado (04), pela 17ª rodada do Brasileirão, porém, isso resultaria na sétima partida do jogador na competição e ele ficaria impossibilitado de atuar por outra equipe brasileira no torneio.

Fonte: Coluna do Flamengo



Postar um comentário

 
Top