GuidePedia

0
A relação entre Flamengo e Guerrero praticamente chegou ao fim.
Embora o contrato do atacante valha até o dia 10 de agosto, sexta-feira, a diretoria está prestes a encerrar as negociações de uma possível renovação. Os valores pedidos pelo peruano e principalmente o desgaste vivido no clube recentemente minaram a relação de vez. Além da punição por doping e das atuações ruins na volta da Copa do Mundo, o atleta irritou os dirigentes ao se queixar de dores justamente antes de disputar o sétimo jogo do Brasileiro, neste sábado, contra o Grêmio, o que impediria uma transferência para outro clube no Brasil.
Embora tenha apresentado um edema leve na coxa esquerda, inclusive informado pelo clube na última segunda-feira, Guerrero teria recuperação possível para esta partida, de acordo com avaliação interna, mas não viajou. Conforme publicado na coluna de Ancelmo Gois, no Globo, neste sábado, o Flamengo possui exames que comprovam que não houve lesão grave para justificar o desfalque. A informação foi confirmada com mais três fontes do clube.
Assim, as conversas com os representantes do jogador, que exigiam três anos de contrato e vencimentos mantidos, saíram da pauta, cabendo ainda um derradeiro contato para confirmar o adeus. O próximo passo é encaminhar a situação ao departamento jurídico. O entendimento do departamento de futebol é que o centroavante não fez valer o investimento e precisa seguir seu caminho. A suspeita na Gávea é que ele já está sendo traçado pelo empresário Bruno Paiva, com foco nos clubes de São Paulo.

Fonte: Extra Esporte

Postar um comentário

 
Top