GuidePedia

0
Após vitória de 1 a 0 sobre o Cruzeiro, Eduardo Bandeira de Mello dispara: "Foram noventa minutos de arbitragem com erros sucessivos contra o Flamengo"

Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, prometeu ir nesta segunda-feira à Confederação Brasileira de Futebol com uma queixa formal em vídeo contra a arbitragem chefiada por Dewson Fernando Freitas da Silva, do Pará. Para o dirigente, não houve "erros capitais", mas sim "erros sucessivos contra o Flamengo" durante os noventa minutos.

- A arbitragem foi calamitosa. Foram noventa minutos de arbitragem com erros sucessivos contra o Flamengo. Felizmente nós saímos com a vitória, mas o resultado poderia ter sido outro. Não tem nada para pedir (na CBF). O que a gente faz é registrar o nosso descontentamento num vídeo com todos os erros. Hoje não foram erros capitais, não teve pênalti inexistente, não teve gol em impedimento, mas foi aquela sucessão de jogadas em que o Cruzeiro sempre tinha direito de ter a posse de bola. Bola dividida que a gente ganhava era falta, bola dividida para eles não era falta, inversão, critérios totalmente diferentes - disse Bandeira para, em seguida, dar um exemplo da, segundo ele, falta de critério de Dewson.

- No primeiro tempo um jogador deles ficou três minutos sendo atendido dentro de campo pelos médicos, e mesmo quando saíram o jogador continuou em campo. No segundo tempo, num lance parecido, o Henrique Dourado não ficou nem 30 segundos, não precisou ser atendido e teve que sair de campo. Nessas pequenas coisas que a gente vê que a arbitragem foi infeliz. Vamos na CBF, já agendei, e vamos levar um vídeo para comprovar o que estamos falando. É bom que a CBF saiba que o Flamengo está atento.

Na vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro, no Maracanã, Dewson Fernando Freitas da Silva teve companhia dos assistentes Helcio Araujo Neves e Heronildo Freitas da Silva.


Fonte: Globo Esporte

Postar um comentário

 
Top