GuidePedia

0
O Flamengo tem uma importante decisão diante do Corinthians, nesta quarta-feira (26). Trata-se do jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil. 



A partida de ida, no Maracanã, terminou empatada em 0 a 0. O Rubro-Negro terá, então, que buscar o resultado na casa do adversário, fato que já aconteceu algumas vezes em confrontos mata-mata disputados pelo Fla. O histórico é positivo para o clube da Gávea: em mais da metade das oportunidades (quase 60%) conseguiu passar para a fase seguinte da competição.

Para o retrospecto, foram considerados os seguintes campeonatos: Taça Libertadores, Copa do Brasil, Copa Mercosul, Torneio Rio-São Paulo, Supercopa do Brasil e Campeonato Brasileiro (enquanto ainda não usava o sistema de pontos corridos). Foram 130 confrontos, considerando cada um como uma dupla de jogos. Destes, o Flamengo teve o segundo jogo na casa do adversário em 50 oportunidades. O Rubro-Negro conseguiu segurar o resultado 29 vezes, o que indica um aproveitamento de 58% nestas decisões.
Se formos analisar o retrospecto diante do Corinthians, adversário desta quarta-feira, os números ainda ficam a favor do Flamengo. Os dois não se enfrentaram muitas vezes em confrontos mata-mata, foram apenas cinco. Mas, o histórico é de três resultados positivos para o Rubro-Negro e dois para o Alvinegro. O clube paulista não elimina o carioca em decisões de mata-mata há 27 anos, quando venceu o Fla por 1 a 0, na extinta Supercopa do Brasil. Os dados foram extraídos do site Wikipedia.

Nesta quarta-feira, o Flamengo tem a oportunidade de melhorar ainda mais estes números. Vale lembrar que na Copa do Brasil não tem mais o gol qualificado como critério de desempate. Desta maneira, para o Rubro-Negro, não adiantaria um resultado de 1 a 1, por exemplo.

Qualquer empate leva a partida para os pênaltis, e apenas a vitória interessa. O jogo é às 21h45 (horário de Brasília), na Arena Corinthians. Quem passar pela semifinal enfrenta Cruzeiro ou Palmeiras na final da competição.

CONFRONTOS EM QUE DECIDIU FORA DE CASA:
– Taça Libertadores
1981: em um decidiu fora, passou em um
1991: em um decidiu fora, não passou
1993: em dois decidiu fora, passou em um
2010: em dois decidiu fora, passou em um
2018: em um decidiu fora, não passou
– Copa do Brasil
1989: em três decidiu fora de casa, passou em dois
1990: em quatro decidiu fora, passou em quatro
1993: em um decidiu fora, passou em um
1995: em um decidiu fora, não passou
1996: em um decidiu fora, não passou
1997: em um decidiu fora, passou em um
1999: em um decidiu fora, não passou
2000: em um decidiu fora, não passou
2003: em três decidiu fora, passou em dois
2005: em um decidiu fora, não passou
2006: em três decidiu fora, passou em três
2009: em dois decidiu fora, passou em um
2011: em dois decidiu fora, passou em um
2014: em um decidiu fora, não passou
2015: em dois decidiu fora, passou em um
2017: em dois decidiu fora, passou em um
– Copa Mercosul
1999: em dois decidiu fora, passou em dois
2000: em um decidiu fora, não passou
2001: em dois decidiu fora, passou em um
– Torneio Rio-São Paulo
1997: em dois decidiu fora, passou em dois
– Supercopa do Brasil
1991: partida única em São Paulo, não passou
– Campeonato Brasileiro
1981: em um decidiu fora, não passou
1982: em um decidiu fora, passou em um
1983: em um decidiu fora, passou em um
1984: em um decidiu fora, não passou
1986: em um decidiu fora, não passou
1987: em um decidiu fora, passou em um
1992: em um decidiu fora, passou em um


Fonte: Coluna do Flamengo

Postar um comentário

 
Top