GuidePedia

0
O Flamengo perdeu por 2 a 1 para o Botafogo, no último sábado (10), e a conquista do Campeonato Brasileiro ficou mais difícil. Por isso, os bastidores da eleição presidencial, que acontecerá no dia 08 de dezembro, tem fervido na Gávea. 

O jornalista Mauro Cezar Pereira, da ESPN, informou, através de seu canal no Youtube, que independentemente de quem vencer o pleito, vários atletas sairão do Rubro-Negro.
O atual elenco do Flamengo tem recebido muitas críticas de parte da torcida e da imprensa, pois, para muitos, o plantel deixa a desejar em partidas ou momentos decisivos. Porém, de acordo com Mauro Cezar, haverá mudança drástica, e jogadores importantes sairão do Fla, mesmo que a eleição seja vencida pela situação.
 Independentemente de quem venha ser o futuro presidente do Flamengo, Ricardo Lomba, da situação, ou Rodolfo Landim, candidato mais importante de oposição, uma grande mudança acontecerá no elenco do Rubro-Negro. Jogadores importantes, que passaram as últimas temporadas vestindo a camisa do Flamengo e não conseguiram o rendimento esperado, que não foram capazes de levar o Flamengo à conquistas esperadas por seu torcedor, certamente deixarão o clube —, ponderou o repórter.
O Flamengo formou uma base de jogadores, desde o ano de 2016, quando, na época, já era apontado como um dos melhores elencos do país. Entretanto, os investimentos não resultaram em títulos, por isso, grande parte dos atletas que estão no clube devem sair, segundo Mauro. O jornalista afirmou ainda que a estratégia é negociar os jogadores sem desvalorizá-los no mercado do futebol.
— Não vou citar nomes, porque seria precipitado e, evidentemente, ninguém vai confirmar isso agora. Há uma preocupação dos presidentes futuros, seja da oposição ou da situação, com o valor de mercado desses atletas. Ninguém vai querer rescindir contrato e ter prejuízo. A ideia será negociar jogadores, que certamente interessarão a outros clubes. A estratégia óbvia é não falar a respeito disso neste momento —, falou o comentarista.
O Flamengo chegou a ficar mais de dez rodadas na liderança do Campeonato Brasileiro. No entanto, após a pausa para a Copa do Mundo da Rússia, a equipe não manteve o ritmo e desceu na tabela. Atualmente, ocupa a terceira posição, com 60 pontos, sete atrás do Palmeiras, líder isolado da competição. Mauro Cezar afirmou que o Brasileirão foi a última chance dos atletas triunfarem pelo Fla e contou como será o “desmanche“.
— O Campeonato Brasileiro foi a última oportunidade para muita gente que vem defendendo a equipe carioca, oportunidade de ganhar um campeonato importante. Isso depois das tentativas na temporada 2016, 2017 e 2018. Três anos dos quais o Flamengo montou times em condições de brigar por títulos relevantes. Mas acabou fracassando todas as vezes. Essas mudanças vão envolver não só uma análise técnica, mas também uma questão de ambiente e comportamento. Alguns atletas que não têm o espírito que se espera deles. O inconformismo com a derrota. A gana pela vitória. Esse perfil parece estar com os dias contatos na Gávea —, disse Mauro.
Por fim, Mauro Cezar Pereira reiterou que haverão alterações no elenco, independentemente de quem vencer o pleito do próximo mês, que será disputado na Gávea, para decidir quem será o presidente do Flamengo no próximo triênio, de 2019 a 2021.
— Mudanças virão, independentemente das urnas, no dia 08 de dezembro. Independentemente de quem vencer o pleito, mudanças acontecerão, e o noticiário do Flamengo promete ser bem agitado na virada de 2018 e começo de 2019, com chegadas e partidas. Claro, uma definição importante, que será do novo técnico. Ainda não há definição —, finalizou o jornalista.
Nas eleições, os sócios terão quatro candidatos para escolherem quem comandará o clube. Pela situação, Ricardo Lomba, atual vice-presidente de futebol, concorre pela Chapa Rosa. Rodolfo Landim, Chapa Roxa, Marcelo Vargas, Chapa Branca, e José Peruano, Chapa Amarela, são os opositores.


Fonte: Coluna do Flamengo

Postar um comentário

 
Top