GuidePedia

0
Zé Ricardo é o treinador com mais jogos em uma passagem desde 2003, e PC Gusmão tem comando mais curto. Trabalhos no Rubro-Negro duram cerca de cinco meses. Veja os números


Treinar o Flamengo é o objetivo de muitos profissionais, mas é uma alegria que não costuma durar muito tempo. Desde 2003, um técnico permanece em média um pouco mais de cinco meses no Rubro-Negro. Nestes 16 anos, foram 28 técnicos diferentes, 35 contratações e, contando os interinos, 50 trocas de comando

Três desses treinadores conquistaram títulos nacionais: Ney Franco, Andrade e Jayme de Almeida. Já outros tiveram passagens que os torcedores mal devem lembrar, como PC Gusmão (2004) e Júlio César Leal (2005). Nessa dança das cadeiras, se destaca também quem consegue ficar por mais tempo, como Zé Ricardo (2016-17) e Vanderlei Luxemburgo (2010-12).


2003-2006 - Joel Santana consegue milagre, e Ney Franco - com ajuda de Waldemar - conquista Copa do Brasil

Após um 2003 de vice da Copa do Brasil (Nelsinho Baptista) e de meio de tabela no Brasileiro (terminou com Waldemar Lemos como interino), Abel Braga foi contratado para o ano seguinte, conquistou o Carioca, mas fez parte da campanha do vice na Copa do Brasil, na vexaminosa derrota para o Santo André, e acabou demitido pouco depois. 

PC Gusmão e Ricardo Gomes ainda passaram pela Gávea em 2004, mas quem salvou o time do rebaixamento foi o interino Andrade. Em 2005, nova luta contra o rebaixamento. O Flamengo começou o ano com Júlio César Leal, passou por Cuca e Celso Roth, e quem salvou o clube da degola foi Joel Santana. O risco de ir para a Série B era enorme, mas Joel teve um aproveitamento incrível de 78% nos últimos nove jogos (seis vitórias e três empates) e conseguiu evitar a queda. O treinador aceitou uma proposta para treinar a seleção da África do Sul e não ficou para 2006.

Valdir Espinosa começou a temporada em 2006 e deu lugar a Waldemar Lemos ainda no Carioca. O irmão de Oswaldo de Oliveira levou a equipe à final da Copa do Brasil e, durante a pausa para a Copa do Mundo, a diretoria optou pela contratação de Ney Franco antes da final contra o Vasco, vencida pelo Flamengo.
2007-2012 - tricampeonato estadual sobre o Botafogo com Ney Franco, Joel e Cuca, e título brasileiro com Andrade

Ney Franco, Joel Santana e Cuca foram os treinadores dos três títulos do Carioca de 2007, 2008 e 2009, respectivamente, todos eles em decisões contra o Botafogo. E Joel Santana, exaltado em 2005, também foi comandante de um dos maiores vexames da história rubro-negra, quando o time foi eliminado na Libertadores pelo América-MEX, após derrota por 3 a 0 no Maracanã - havia vencido por 4 a 2 fora de casa. 

O técnico no Brasileiro de 2008 foi Caio Júnior, que faleceu na tragédia da Chapecoense em 2016. Em 2008, apesar de ter liderado o campeonato por algumas rodadas, o Flamengo terminou em quinto lugar, perdendo a vaga para a Libertadores nas útimas rodadas. Em 2009, após a saída de Cuca já no Brasileiro, Andrade assumiu o comando do time e conquistou o título do Brasileirão, com participação decisiva de Adriano e Petkovic.

Foram quatro treinadores em 2010: Andrade, Rogério Lourenço, Silas e Vanderlei Luxemburgo, que conseguiu evitar o rebaixamento e ainda conquistou o Carioca em 2011 de forma invicta, além de classificar o Rubro-Negro para a Libertadores de 2012. Neste último ano, mais uma temporada de luta contra o rebaixamento. Luxemburgo começou, Joel Santana ficou por cinco meses, e Dorival Júnior terminou a temporada, com o Flamengo se livrando de cair para a Série B.

O ano de 2013 foi o primeiro da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. Após Dorival, Jorginho e Mano Menezes comandarem o time, Jayme de Almeida assumiu interinamente e repetiu a história que Andrade escreveu em 2009. Conseguiu bons resultados, foi efetivado e conquistou um título nacional: a Copa do Brasil. Em 2014, ano em que o Rubro-Negro voltou a lutar contra o rebaixamento, Jayme foi demitido para a chegada de Ney Franco, que teve o pior desempenho desde 2003: três empates e quatro derrotas em sete jogos (14%). Quem acabou salvando o Flamengo da degola foi Vanderlei Luxemburgo, assim como fizera em 2011.


Entre a chegada de Luxemburgo em 2014 e a de Zé Ricardo em 2016, passaram pela Gávea: Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira e Muricy Ramalho. Zé foi o técnico com mais jogos em uma só passagem (89 partidas e 62% de aproveitamento) e também o responsável pelo último título do clube, o Carioca de 2017. O colombiano Reinaldo Rueda assumiu em seu lugar e é o único estrangeiro da lista, sendo vice da Copa do Brasil e da Sul-Americana no ano passado. Em 2018, além de Dorival, Carpegiani e Maurício Barbieri comandaram o time do Flamengo.


Principais Destaques*:

·         Mais jogos na mesma passagem: Zé Ricardo - 89 jogos (2016-17)
·         Mais passagens: Joel Santana (2005, 2007-08 e 2012) - 3 vezes
·         Melhor aproveitamento: Joel Santana - 78% em 9 jogos (2005)
·         Mais títulos: Jayme de Almeida e Ney Franco - 2 conquistas cada
·         Menos tempo: PC Gusmão - 20 dias (2004)
·         Pior aproveitamento: Ney Franco - 14% em 7 jogos (2014)
*Técnicos interinos não incluídos na conta.



Fonte: Globoesporte.com

Postar um comentário

 
Top